Manchas na pele do bebê recém-nascido: devo me preocupar?

Manchas na pele no bebê são muito comuns, porém, costumam provocar preocupações nos pais. Apesar de comuns, algumas manchas podem indicar problemas, portanto, é importante que os pais saibam identificar os vários tipos de manchas que podem aparecer na pele do bebê, para que tomem as providências necessárias.

Os diversos tipos de manchas que podem aparecer na pele do bebê

Nos bebês muito novos é comum o aparecimento de diversos tipos de manchas na pele. Essas manchas, em sua maioria, são pequenas lesões benignas, e aparecem porque a pele do bebê ainda é muito imatura, bem como as glândulas sudoríparas e os melanócitos (células que produzem a melanina, proteína que dá pigmentação à pele). Contudo, algumas manchas podem indicar algo mais sério, por causa disso, os pais precisam ficar atentos às manifestações na pele do bebê e procurar orientação médica sempre que notarem algo diferente.

Para ajudar as mamães e os papais a identificar as lesões na pele do bebê, vamos apresentar abaixo os principais tipos de manchas que podem aparecer na pele do filhote.

Manchas brancas na pele do bebê: vitiligo e pitiríase alba

As manchas brancas na pele do bebê podem ser o resultado de uma diminuição da melanina ou então podem ser também o sinal de alguma infecção. Veja quais são os principais tipos de manchas brancas que podem aparecer na pele do bebê.

Vitiligo

O vitiligo é uma doença que provoca a perda da pigmentação da pele, resultando em manchas brancas irregulares que aparecem no rosto, mãos, cotovelos, joelhos e pés. O vitiligo é benigno, e não prejudica a saúde da pessoa, e também não é contagioso. O tratamento depende de uma série de critérios, como o tamanho da lesão e se a doença está estável ou não.

Pitiríase Alba

A pitiríase alba são manchas brancas e ásperas, arredondas e comumente são finamente descamativas. As partes do corpo mais afetadas são o rosto, o tronco e os membros superiores. Normalmente o ressecamento da pele faz parte do quadro. Para preveni-las é preciso evitar exposição prolongada ao sol, evitar banhos muito quentes e utilizar hidratantes. No caso do bebê, não utilize produtos antes de consultar o pediatra.

manchas na pele do bebê e cuidados

Manchas vermelhas na pele do bebê: hemangioma e brotoeja

É muito comum o aparecimento de manchas vermelhas na pele do bebê, algumas podem surgir por questões naturais, outras podem surgir devido a causas diversas. Veja quais são as manchas mais comuns que podem aparecer na pele do seu bebê.

Hemangioma

O hemangioma é formado por vários vasos sanguíneos acumulados. É uma formação benigna anormal que é muito comum em recém-nascidos. Aparecem com mais frequências em bebês do sexo feminino, e pode crescer durante os primeiros 12 meses de vida, e depois ir desaparecendo com o tempo. Essas manchas aparecem mais frequentemente no rosto e no couro cabeludo. Os pais não precisam ficar preocupados por causa do hemangioma, contudo, se as manchas apresentarem sangramento, feridas, ou crescerem de maneira muito rápida, é importante procurar orientação do pediatra.

Brotoeja

As brotoejas são muito comuns em bebês muito novos. Elas são bolinhas avermelhadas que aparecem mais comumente no tronco, dobras da pele, pescoço e axilas. Elas são causadas pelo entupimento dos dutos excretores das glândulas sudoríparas. As brotoejas causam no bebê uma coceira constante. Para evitá-las o indicado é banhar o bebê mais vezes ao dia, e não vesti-lo com roupas muito quentes. Também é bom resfriar os locais afetados com um pano umedecido. Caso as brotoejas não desapareçam após alguns dias, e se o bebê ficar com febre, procure um médico.

Manchas escuras na pele do bebê: azuladas ou roxas

Se o bebê apresentar manchas escuras na pele, de cor azulada ou roxa, isso pode significar algo mais sério, portanto, os pais precisam ficar atentos a esses sinais. Essas manchas podem indicar que o bebê está com frio, ou que existe algum outro problema. Nos recém-nascidos é comum o aparecimento de uma manifestação chamada cútis marmorata, que é uma manifestação vascular que está associada ao estresse provocado pelo frio durante as primeiras semanas após o nascimento. Normalmente não é necessário nenhum tipo de tratamento, contudo, caso os pais fiquem muito preocupados, ou se as manchas crescerem ou apresentarem outro tipo de manifestação estranha, é importante procurar o pediatra para receber orientações.

Manchas ásperas que afetam a pele do bebê

É comum, logo após o nascimento, o bebê apresentar manchas ásperas na pele e até mesmo descamação. Mas apesar de ser uma condição normal, os pais precisam ficar de olho para evitar que as manchas se transformem em algo mais sério.

Um tipo de mancha áspera e seca que pode afetar a pele do bebê é a eczema. As manchas provocadas pela eczema são espessas e escamosas, e muitas vezes apresentam bolhas que incomodam bastante a criança. É preciso muita atenção caso a pele do bebê seja afetada pela eczema, pois essa manifestação pode ser a porta de entrada para problemas mais graves, como infecções, por exemplo. Todo o tratamento deve ser feito sob orientação médica.

Conclusão

Apesar das manchas na pele do bebê serem manifestações comuns, é sempre importante que os pais fiquem atentos, e procurem sempre orientação médica, para garantir a saúde e o bem-estar do bebê.

E você mamãe, conhece algum outro tipo de mancha que pode afetar a pele do bebê? Deixe o seu comentário!

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS...
Um Comentário

Deixe o seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *